SITES INTERESSANTES

Loading...

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

CAPITÃO DO MATO\ ''UNCLE TOM MIAMIERO'' FOI DESMASCARADO MAIS UMA VEZ: AGORA FOI A ITÁLIA QUE DISSE NÃO À SUAS ARMAÇÕES

PIZZOLATO: ANOMALIAS NA AP 470 IMPEDIRAM EXTRADIÇÃO


Jornalista Tereza Cruvinel revela outros dois motivos, além das más condições das prisões brasileiras, apontados pela Justiça italiana para não atender ao pedido do governo brasileiro de extraditar Henrique Pizzolato, condenado na Ação Penal 470, o 'mensalão', relatado pelo ex-ministro do Supremo Joaquim Barbosa; "O fato de não ter sido observado, no julgamento de Pizzolato pelo STF (bem como para os demais réus) o direito universal ao duplo grau de jurisdição e a ocorrência de omissão de provas apresentadas pela defesa", diz colunista em seu blog no 247; "Das três alegações da justiça italiana, a imprensa brasileira só tem mencionado uma. Por que será?", questiona ela; julgamento acumulou irregularidades 37
  • MORRO NOTICIAS SEM CENSURA: Maio 2014

    morronoticiassemcensura.blogspot.com/2014_05_01_archive.html
    29/05/2014 - APÊ DE BARBOSA EM MIAMI VIRA HIT NAS REDES . ... na Flórida, onde tem um apartamento em um bairro nobre; ministro Joaquim Barbosa ...
  • Conheça o modesto apartamento que Joaquim Barbosa ...

    plantaobrasil.com.br/news.asp?nID=74343
    17/12/2013 - Conheça o apartamento de Joaquim Barbosa, comprado por 460 mil dólares ou 1,1 milhão de reais. JB abriu uma empresa de fachada para ...
    1. APÊ DE BARBOSA EM MIAMI VIRA HIT NAS REDES ...

      www.youtube.com/watch?v=SkZ8uSiRPa8
      09/08/2013 - Vídeo enviado por paulo mortal
      247 -- O caso do apartamento do presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, em ...
  • MÍDIA

    Advogado de Youssef confirma armação de Veja

    :
    O crime eleitoral cometido pela revista Veja, que pertence a Giancarlo Civita e é comandada pelo executivo Fábio Barbosa e pelo jornalista Eurípedes Alcântara (à dir.), foi confirmado, nesta quinta-feira, por reportagem do jornal Valor Econômico, pelo próprio advogado Antônio Figueiredo Basto, que defende o doleiro Alberto Youssef; reportagem da semana passada diz que Youssef afirmou que "Lula e Dilma sabiam de tudo"; eis, no entanto, o que aponta Figueiredo Basto: "Não houve depoimento no âmbito da delação premiada. Isso é mentira. Desafio qualquer um a provar que houve oitiva da delação premiada"; caso está nas mãos de Teori Zavascki, ministro do STF, que pode obrigar Veja desta semana a circular com direito de resposta; atentado à democracia envergonha o jornalismo 218

    'Mídia estimula setores abduzidos pelo fascismo'

    :
    Senador Roberto Requião (PMDB) criticou duramente a mídia familiar, que, segundo ele, junto com a oposição ao governo Dilma, "divide o Brasil em dois"; em discurso na tribuna do Senado, o peemedebista afirmou que a maneira como os grandes jornais trabalham tem como objetivo "reforçar o preconceito, realçar setores abduzidos pelo fascismo, e sua formulação primária e bruta"  

    LIXO TÓXICO FASCIGOLPISTA VEJA SOB SUSPEITA DE TER ORGANIZADO A ARMAÇÃO CONTRA A REELEIÇÃO DA PRESIDENTE DILMA

    Batata da Veja/Tucanos assa na PF. Suspeita de armação em depoimento de Youssef.

    http://www.cartacapital.com.br/blogs/midiatico/pf-suspeita-de-armacao-em-depoimento-de-youssef-diz-jornal-3259.html

    Segundo o jornalão "O Globo", a Polícia Federal tem indícios de que a capa da revista Veja às vésperas das eleições para tentar eleger Aécio Neves (PSDB) pode ter sido resultado de uma operação criminosa premeditada.

    O advogado de defesa do doleiro Alberto Youssef, com fortes vínculos c/ o governo de Beto Richa (PSDB-PR), pediu para retificar o depoimento do doleiro. Aí incluiu uma pergunta para Youssef responder que "acreditava, pela dimensão do caso, não teria como Lula e Dilma não saberem".

    A declaração de Youssef é mera opinião pessoal, não é testemunho, por isso, oficialmente, nem o incrimina apenas por esta declaração. Mas a partir do momento que pode ter sido planejada com fins de produzir a capa da Veja e trapacear o processo eleitoral, ganha outros contornos de crimes bem mais graves envolvendo bem mais gente. Precisa ser investigado à fundo.

    Eis a notícia no jornalão "O Globo", em notinha pequena e escondida:

    FISIOLOGISMO: COMEÇA NOVO PERÍODO DE TRAIÇÃO AOS IDEAIS PROGRESSISTAS. SE ENGANA QUEM PENSA QUE POLÍTICOS PICARETAS (DO GÊNERO DE ZÉ CARAMUJO) COMPARTILHAM DOS VALORES QUE SAIRAM VITORIOSOS NESTA ÚLTIMA ELEIÇÃO. É TRISTE VER ALGUNS COLEGAS À ESQUERDA CAIR NO CONTO DO VIGÁRIO E CONFUNDIR APOIO POR INTERÊSSES MERAMENTE PESSOAIS (O CASO DE CARAMUJO E DO SEU COLEGA EDSON ''PERSONAL TRAINER'' PIMENTA)...COM DESEJOS POR MUDANÇA. CORONÉIS COMO O SARNEY, HENRIQUE EDUARDO ALVES, RENAN CALHEIROS, CARAMUJO (O PIMENTA JÁ NÃO CONTA. ÊSSE, AGORA, VAI PODER DEDICAR-SE DE CORPO E ALMA AOS SEUS ''PERSONAL TRAINERS'' ) REPRESENTAM O QUE EXISTE DE MAIS NOJENTO NA POLÍTICA BRASILEIRA. SEMPRE ESTARÃO JUNTOS DE QUEM DETÉM O PODER...MAS NUNCA TRAIRÃO OS IDEAIS DA DIREITA RETRÓGRADA, SEU LAR SECRETO.

    PMDB e tucanos dão tiro no pé: derrota na Câmara é vitória de Dilma junto ao povo.

    Câmara dos Deputados insiste em deixar o povo do lado de fora.
    Que mal há em ouvir cada vez mais o povo para governar?
    Principalmente com as tecnologias existente de redes sociais no século XXI?
    Tem uma genial frase de Darcy Ribeiro, dizendo que havia fracassado em muitas tentativas de superar a pobreza, as carências educacionais e o subdesenvolvimento nacional, mas detestaria estar no lugar dos que o venceram.

    A frase cai como uma luva na votação do projeto de autoria de dois deputados do DEM (Mendonça Filho e Ronaldo Caiado) para revogar o decreto da presidenta Dilma que criou o Plano Nacional de Participação Social.

    Quem perdeu a votação na Câmara, a presidenta Dilma, fica do lado dos anseios populares. Quem "venceu" a votação fica mal na fita, tirando direitos do cidadão ter mais voz.

    As V.Exas. da Câmara que a derrotaram, só deram visibilidade a uma coisa extremamente positiva para a popularidade da presidenta: Dilma está do lado da participação popular, do lado do povo ter voz no governo. A Câmara dos Deputados é que ficou contra.

    O decreto apenas institucionalizava como política de estado a participação popular em caráter consultivo na formulação de políticas governamentais, sem tirar nenhum poder, nem invadir funções do legislativo. 

    Incluía inclusive a participação popular através da internet. É inconcebível em tempos de redes sociais que a política não se modernize e ouça mais o povo diretamente, dando mais cidadania e mais protagonismo popular.

    Foi resultado do diálogo da Presidência da República com amplos setores da sociedade, conduzido pelo ministro Gilberto Carvalho, e que se acelerou após as grandes manifestações de junho de 2013, que pediam principalmente mais participação popular para o povo ter mais voz nas decisões nacionais e haver maior representatividade dos governantes eleitos.

    A extrema direita, capitaneada pela revista Veja, demonizava o decreto, mentindo sobre seus efeitos como se levasse à uma "ditadura bolivariana" (sabe-se lá o que significa isso nas cabeças ensandecidas dos leitores da Veja), substituindo o Congresso Nacional por conselhos. Óbvio que é uma mentira deslavada. O decreto nem toca em nenhuma atribuição legislativo, por onde tem que passar todas as leis. Não mexe em estruturas institucionais.

    Na prática, com ou sem decreto, o governo pode e deve consultar a sociedade para construir políticas públicas. Nada impede do governo conversar com todos os setores representativos da sociedade, colher sugestões, debater e até explicar efeitos colaterais nocivos que algumas reivindicações poderiam trazer. É até muito saudável esse processo de diálogo para amadurecer decisões. 

    O decreto apenas institucionalizava o processo de diálogo como uma política de estado e não de governo. Com Dilma reeleita a política de governo continuará existindo, com ou sem decreto.

    O que é isso, PSB?

    Só PT, PCdoB, PSOL e parte do PROS defenderam o projeto. Todos os outros partidos foram contra, inclusive PSB e PDT, confirmando sua guinada para o conservadorismo arcaico e um distanciamento das lutas populares transformadoras. Dos 15 deputados do PSB que votaram, 14 votaram contra o povo, e só Luiza Erundina (PSB-SP) destoou, indo contra a orientação de seu partido, que inclui entre seus companheiros o "socialista" Paulo Bornhausen (PSB-SC).

    O ímpeto do PMDB em colocar em votação o projeto de autoria do DEM, dois dias após a eleição, para impor uma derrota à presidenta Dilma (derrota simbólica, porque na prática a participação popular não fica inviabilizada com a derrubada do decreto), foi mais um gesto político de disputa de espaços de poder, que passa pelo desejo de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) se eleger presidente da Câmara, com apoio da oposição se for preciso, além da disputa por mais espaço dentro do governo.

    Não tem problema. O povo está do lado da Dilma nesta "derrota", que deu mais visibilidade ao caráter popular do governo da presidenta.

    Nome aos bois. Quem votou contra mais participação popular:

    1. MORRO NOTICIAS SEM CENSURA: ''ZEITGEIST''...QUE ...

      morronoticiassemcensura.blogspot.com/.../zeitgeistque-chic-ele-agora-ta...
      10/07/2013 - www.vermelho.org.br/ba/noticia.php?id_secao=58&id_noticia. ... O deputado Edson Pimenta (PSD) enviou nota ao 247 para explicar o envio ...
      1. hipocrisia lá e cá: escândalo de - morro noticias sem censura

        morronoticiassemcensura.blogspot.com/.../hipocrisia-la-e-ca-escandalo-d...
        03/04/2014 - HIPOCRISIA LÁ E CÁ: ESCÂNDALO DE ''PERSONAL TRAINER'' DERRUBA PRINCIPAL ASSISTENTE DO DIREITISTA ...



    Abaixo, a lista de quem votou a favor do povo ter voz e poder de influência nas decisões nacionais e de quem trata o povo como gado que não pode falar, tem só que ouvir discursos de V.Exas.:
    (Obs: considere obstrução como voto a favor da participação popular, pois era o recurso possível naquela sessão de votação):