segunda-feira, 14 de novembro de 2011

O QUE SERÁ QUE OCORRERÁ COM O CAMALEÃO MIRIM, O FISIOLÓGICO PREFEITO DE MORRO DO CHAPÉU....MOLEQUE DE MANDADO DO FISIOLOGÍSSIMO-MOR, O DEPUTADO "EX-SUPOSTO DONO" DA RÁDIO PIRATA LARANJANTE FM?

Procuradoria Eleitoral divulga nomes dos políticos que podem perder cargo



image
Tamanho da fonte: Decrease font Enlarge fontSEGUNDO O MEU PAI, ESTE INDIVÍDUO ACIMA, É PHD EM PICARETAGEM....DIPLOMADO PELA FACULDADE DAS FALCATRUAS DE MORRO DO CHAPÉU...APARENTEMENTE, MUITA GENTE DA CORJA QUE CONTINUA DESGOVERNANDO ESTA SOFRIDA TERRA, "GANHOU" MUITO DINHEIRO DURANTE O TEMPO EM QUE ESTE PILANTRA CHEFIAVA  A AGENCIA DE UM BANCO LOCAL. A SUJEIRA  É DAS GROSSAS...ENVOLVE ATÉ O NOME DO BIRD E/OU BANCO MUNDIAL.
Luciano da Locar, vice-prefeito de Jacobina, está na lista
A Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia já pediu a perda de cargo de 26 políticos desde outubro e deve mover ações contra outros 282 ainda em 2011, pedindo a decretação de perda do cargo por desfiliação partidária sem justa causa
A Procuradoria Regional Eleitoral da Bahia (PRE/BA) moveu mais 21 ações de decretação de perda de cargo eletivo contra prefeitos, vice-prefeitos e vereadores de municípios baianos por terem se desfiliado, sem justa causa, dos partidos nos quais se elegeram.
Desde o mês de outubro já foram propostas 26 ações de perda de cargo eletivo por desfiliação partidária, e a previsão do procurador Regional Eleitoral, Sidney Madruga, é de que, até dezembro deste ano, outras 282 ações do gênero sejam movidas pela Procuradoria.

Os políticos que são alvo das ações pediram a desfiliação de seus partidos originários sem apresentar nenhum dos critérios de justa causa definidos pela Resolução do Tribunal Superior Eleitoral nº 22.610/2007. Entre eles estão a incorporação ou fusão do partido, a criação de novo partido, a mudança substancial ou desvio reiterado do programa partidário ou grave discriminação pessoal.

De acordo com as ações, nenhum dos políticos apresentou justa causa para a desfiliação, e a maioria já se filiou a novos partidos, evidenciando a intenção de troca de legenda para disputar novos cargos no pleito de 2012. O procurador Sidney Madruga entende que os valores defendidos pelo partido por meio do qual os políticos foram eleitos compõem a plataforma escolhida pelos eleitores, e a desfiliação sem justa causa, além de infringir a Resolução do TSE, fere o direito exercido nas eleições.
Lista dos que podem perder o cargo
Confira a lista dos 21 políticos que podem perder o cargo, caso o TRE/BA acate as ações propostas pela PRE/BA:
Maria Nerivam Vieira de Oliveira, vereadora do município de Fátima/BA, pediu desfiliação do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e apenas cinco dias após sua desfiliação do PSDB ingressou nos quadros do PDT;
Ivan Barbosa Pereira, vereador do município de Firmino Alves, pediu desfiliação do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e apenas 18 dias após sua desfiliação do PMDB ingressou nos quadros do PSD;
José Romero Rocha Matos, vereador do município de Quinjingue pediu desfiliação do Partido Social da Democracia (PSDB);
Gelvane Ribeiro dos Santos, vereador do município de Fátima pediu desfiliação do Partido Socialista Brasileiro (PSB) e apenas cinco dias após sua desfiliação do PSB ingressou nos quadros do PDT;
Newton Francisco Neves Cotrim, prefeito do município de Igaporã, pediu desfiliação do Partido da República (PR) e apenas 20 dias após sua desfiliação do PR ingressou nos quadros do PT;
Euvaldo Nunes de Carvalho, vereador do município de Antas, pediu desfiliação do Partido Progressista (PP) e apenas 17 dias após sua desfiliação do PP ingressou nos quadros do PSB;
José Luiz Maciel Rocha, prefeito do município de Seabra, pediu desfiliação do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e apenas 10 dias após sua desfiliação ingressou nos quadros do PSB;
Norma Suely Freire de Vasconcelos Silva, vereadora do município de Itamari, pediu desfiliação do Partido Democratas (DEM) e apenas 17 dias após sua desfiliação ingressou nos quadros do PR;
Ateilton Fernandes Menezes vereador do município de Itamari, pediu desfiliação do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e apenas três dias após sua desfiliação do PSDB, ingressou nos quadros do PC do B;
Gilvan Ribeiro da Costa, vereador do município de Coronel João Sá, pediu desfiliação do Partido dos Trabalhadores (PT) e apenas 22 dias após sua desfiliação do PT ingressou nos quadros do PP;
Jildeval Neves de Carvalho, vereador do município de Coronel João Sá, pediu desfiliação do Partido da República (PR) e apenas 22 após sua desfiliação do PR ingressou nos quadros do PP;
João Andrade de Souza, vereador do Município de Malhada de Pedras, pediu desfiliação do Partido Socialista Brasileiro (PSB);
José Carlos de Jesus Silva vereador do município de Lamarão pediu desfiliação do Partido Progressista (PP) e apenas 22 dias após sua desfiliação ingressou nos quadros do PT do B;
José Edésio Cardoso Silva, vereador do município de Alagoinhas, pediu desfiliação do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e apenas 19 dias após sua desfiliação do PSDB ingressou nos quadros do PDT;
Osvaldo de Jesus Santos, vereador do município de São Miguel das Matas, pediu desfiliação do Partido Progressista (PP) e apenas 15 dias após sua desfiliação do PP ingressou nos quadros do PSC;
Paulo Sérgio Jesus dos Santos vereador do Município de Gandu, pediu desfiliação do Partido Social Democrata Cristão (PSDC) e apenas nove dias após sua desfiliação do PSDC ingressou nos quadros do PTB;
Renato José Ribeiro, vereador do município de Coronel João Sá, pediu desfiliação do Partido da República (PR) e apenas 22 dias após sua desfiliação do PR ingressou nos quadros do PP;
Luciano Antônio Pinheiro, vice-prefeito do município de Jacobina/BA, pediu desfiliação do Partido Social Liberal (PSL);
Pedro Antônio da Rocha Mello, vice-prefeito do município de Gandu, pediu desfiliação do Partido dos Trabalhadores (PT) e apenas 19 dias após sua desfiliação do PT ingressou nos quadros do PRTB;
Jean Pereira de Assunção, vereador do município de Ibirapitanga, pediu desfiliação do Partido Trabalhista Nacional (PTN);
Lázaro Andrade de Oliveira, vice-prefeito do Município de Teolândia, pediu desfiliação do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

Nenhum comentário: