domingo, 29 de julho de 2012

A ENTRADA DA VENEZUELA AMANHÃ, COMO MEMBRO PLENO DO MERCOSUL: É UMA DATA HISTÓRICA DE GRANDE SIGNIFICÂNCIA PARA TODA A AMÉRICA LATINA. LEAM ABAIXO O EXCELENTE ARTIGO DO PROFESSOR EMIR SADER.

Há alguns meses, o meu amigo LÉO RICARDO, inadvertidamente, leu no seu popular programa matinal na rádio Comunitária Diamantina FM, uma nota postada no blog de um tal MERVAL PEREIRA ('CAlunista' de O GLOBO que muitos chamam de MERDAL PEREIRA...pela quantidade de lixo fecal; que fala e escreve nas CONCESSÕES PÚBLICAS outorgadas às Organizações Mafiosas GloBBBaboseiras), a qual dizia estar o Presidente HUGO CHAVEZ; podre de câncer...e morrendo em um hospital de Cuba. Eu até brinquei com o Léo, e disse: "Léo tomes cuidado com o que repetes do PIG (Partido da Imprensa Golpista\PORCO EM INGLÊS....sigla apropriadíssima para os bandidos), porque essa gente é paga (pelos serviços de DESINFORMAÇÃO ESTADUNIDENSES) para bagunçar o coreto...tu tá comprando gato por lebre....e, repetindo as abobrinhas desse CANASTRÃO DE FILME MEXICANO. Que desejo MAIS MÓRBIDO; vai com essa boca de Urubu prá lá!". O Léo, obviamente...ficou bravíssimo comigo; mas logo em seguida entendeu que eu tinha razão.
Vejam no vídeo abaixo, a aparência do HOMI que tava se decompondo num hospital Cubano.


  
MAIS UMA VEZ, O PRESIDENTE CHAVEZ CONFIRMA O QUE ESTAMOS FALANDO HÁ ANOS: AS CONCESSÕES PÚBLICAS DE RÁDIO E TELEVISÃO...NÃO PODEM SER USADAS CONTRA O POVO. COMO O FAZ A BURGUESIA CORRUPTA; TANTO NO EIXO RIO-SÃO PAULO...QUANTO AQUI EM MORRO DO CHAPÉU; NA RÁDIO LARANJA DO DEPUTADO FISIOLÓGICO PROFISSIONAL JOSÉ CARLOS ARAÚJO. A SAÍDA PARA SE EQUILIBRAR ESSA SITUAÇÃO DE DESIGUALDE DE INFORMAÇÃO: É SE CRIAR MAIS RÁDIOS E CANAIS DE TELEVISÃO COMUNITÁRIOS...INDEPENDENTES, É CLARO. Já se sabe, que temos que ficar atentos aos ATRAVESSADORES À SOLDO DO PODER DE PLANTÃO...tipo BETO ROCHA, por exemplo. Ainda bem, que a rádio Diamantina decidiu dar uma BASTA nessa quenga corrupta...que o diga; os seus ex-colegas da OCA DA MINHOCA.

A refundação do Mercosul



A entrada da Venezuela como membro pleno do Mercosul - a ser formalizada na próxima terça-feira em Brasília – permite que o Mercosul reformule não apenas sua composição, mas ganhe novo impulso e ocupe todos os espaços da integração regional. Esse novo formato rompe com círculos viciosos que estavam fazendo o Mercosul girar em falso, pelas disputas comerciais por mercado entre grandes corporações privadas brasileiras e argentina. Com os outros dois países – Uruguai e Paraguai – marginalizados.

Enquanto isso os processos de integração regional – Unasul, Banco do Sul, Conselho Sulamericano de Defesa, Comunidade de Estados Latinoamericanos e do Caribe – avançavam. No começo da crise economica internacional, foi a Unasul que promoveu as reuniões dos governos sulamericanos para formular estratégias comuns de resistência aos efeitos recessivos da crise.

A solicitação de ingresso da Venezuela tinha sido aprovado no Congresso da Argentina, do Uruguai e do Brasil, ficando, há anos, bloqueada no Senado do Paraguai. Quando esse mesmo Senado promoveu o golpe branco que derrubou Fernando Lugo, os outros tres países do Mercosul, além de condenar o golpe, decidiram pelo ingresso da Venezuela, depois da suspensão do Paraguai como membro pleno.

O ingresso da Venezuela permitirá uma espécie de refundação do Mercosul, não apenas rompendo com o círculo vicioso apontado, mas também estendendo as esferas de integração para outras áreas, entre elas, a educação, a pesquisa, tecnologia, a comunicação, a cultura, os esportes, entre outros. Assim como, no próprio plano econômico, aprofundar as formas de integração.

Enfim, o Mercosul passa a poder expressar a força que a região tem demonstrado, ressaltada ainda mais pelo contraste com os países do centro do capitalismo, que seguem em crise e em recessão. Os países do Mercosul estão entre os países latino-americanos que priorizam a integração regional, as políticas sociais e um Estado ativo nos planos econômico e social.

O Mercosul, incorporando a terceira economia da América do Sul, torna-se um pólo econômico dinâmico no Sul do mundo. Deve incorporar a Bolívia e o Equador – que já solicitaram seu ingresso – como membros plenos, avançando na integração econômica regional.

Daí a importância da reunião da próxima terça-feira, uma das mais importantes em toda a historia do Mercosul e certamente a mais importante há muito tempo.

Postado por Emir Sader às 16:10

Nenhum comentário: