sexta-feira, 31 de maio de 2013

A POPULAÇÃO DE MORRO DO CHAPÉU ESTÁ REVOLTADA COM A ROUBALHEIRA DA ATUAL GESTÃO: AGORA, ATÉ VEREADORES NANICOS ( E SUAS RESPECTIVAS MULHERES, RAPARIGAS, FILHOS, NORAS ETC ) ESTÃO TIRANDO O SEU QUINHÃO. ALÔ, ALÔ MINISTÉRIO PÚBLICO...VOCÊS ESTÃO DORMINDO, SERÁ QUE NÃO VAI APARECER NINGUÉM PARA CONTER ESSA POUCA-VERGONHA!?

Nossos INFORMANTES*** nos pedem para postarmos esssa revoltante denúncia abaixo.

Zé Ribeiro
VEREADOR ACUSADO DE CORRUPÇÃO

Leam: 

''NEPOTISMO - VEREADOR ZÉ RIBEIRO E TODA SUA PROLE ASSALARIADA.

O VEREADOR NANICO ZÉ RIBEIRO SE ZANGA CADA VEZ MAIS COM OS COMENTÁRIOS DAQUI DO BLOG MNS. ME CONTARAM QUE O VIRAM AOS BERROS EM FRENTE A CÂMARA DE VEREADORES COM UM POBRE COITADO APENAS LEITOR QUE COMENTOU SOBRE A MATÉRIA QUE NÓS PUBLICAMOS ANTES AQUI SOBRE SEU GRANDE PROGRESSO NO NEPOTISMO DE MORRO DO CHAPEU. VEREADOR ZÉ RIBEIRO, TOME VERGONHA NA CARA!!! E DEIXE DE SER DISCIMULADO, VOCÊ NÃO ENGANA MAIS NINGUÉM COM SUA FAMA DE BOM MOÇO, AGORA VOCÊ ESTÁ NA LISTA DOS POLÍTICOS MAIS CORRUPTOS DE NOSSA TERRINHA CULMINANDO AGORA COM A INDICAÇÃO DE SEU PIRRALHO ATOS PARA A SECRETRIA DE MEIO AMBIENTE, ALÉM DE GOZAR DA INDICAÇÃO DE SUA ESPOSA, DONA VERA, COMO DIRETORA DE ESCOLA, ALIÁS POR FALAR NESSE ASSUNTO QUANTO É MESMO QUE ESSE MOLEQUE VAI RECEBER DOS COFRES PÚBLICOS? SERÁ QUE VAI SER MAIOR QUE SEU OUTRO EMBUSTEIRO BOSTÉTICO O ZÉ OTÁRIO? O QUAL PASSOU SABE SE LÁ COMO NUM CONCURSO PARA ASSISTENTE ADMINISTRATIVO DE PREFEITURA NO QUAL O SALARIO É APENAS DE R$ 678,00 E O MESMO RECEBE MAIS DE R$ 2.000,00 POR MÊS DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO LESANDO OS COFRES PÚBLICOS. ISSO BASTA PARA NUNCA MAIS VOCÊ SE ELEGER AO CARGO DE VEREADOR MIRIM O QUAL VOCÊ EXERCE MUITO MAU APENAS FAZENDO ASSITENCIALISMO PAGANDO CONTAS DE ÁGUA E LUZ DANDO UMA CESTA BASICAZINHA ATRAVÉS DA SECRETÁRIA ÂNDREA DA SECRETARIA DA ASSSITENCIA SOCIAL A QUAL É UMA BOA MOÇA SÓ ESTÁ ARRUNHADA PELA APROXIMAÇÃO DOS CORVOS FAMINTOS QUE CERCAM A PREFEITURA. AH! NÃO POSSO ME ESQUECER! SENHOR ZÉ RIBEIRO TAMBÉM INDICOU POR MUITO TEMPO E SUA AMANTE COMO DIRTORA DA ESCOLA ROSA BARRETO SEM ESSA NEM SEQUER SER PROFESSORA FORMADA, AGORA QUE PARECE QUE ELA LHE DEU UMAS GALHADAS QUE ELE ANDA MAIS PARECENDO UM VEADO GALHEIRO QUE CARREGA UM ÁRVORE NA CABEÇA É ASSIM SUA ATUAL CONDIÇÃO, POBRE HOMEM!!! AO JOSÉ OTÁRIO EU DIRIA: DEIXE DE SER PREPOTENTE RAPAZ VOCÊ NÃO SABE NEM O SUFICIENTE PRA SABER COM QUEM ESTAR FALANDO, VOCÊ TEM UM HISTÓRICO DE BURRICES POR AÍ QUE NÓS ESTAMOS COMPUTANDO VAMOS TE COLOCAR NO GUINNESS BOOK POR BURRICES, VOCÊ NÃO VAI NOS CALAR NUNCA SEU BURRO. SERIA MELHOR VOCÊ PROCURAR TRABALHAR NA FUNÇÃO PARA QUAL VOCE “PASSOU,” ESTAMOS DE OLHO EM VOCÊ SEU MANÉ. VAI TE CATAR SEU EMBUSTEIRO BURRO.''

LEIAM MAIS CLICANDO NO COMENTÁRIO ABAIXO:

Parabéns ao blog, esse Zé Ribeiro é outro larápio. Esse muleque do filho dele, além de não saber fazwer nada é uma bossal. em RECORDAR É VIVER: POPULAÇÃO INDIGNADA DENUNCIA O VEREADOR JOSÉ RIBEIRO E FAMÍLIA NO POST ACIMA

GRIFO DO BLOG: OBRIGADO À TODOS QUE COLABORAM CONOSCO...PARA LIVRAR MORRO DO CHAPÉU DESSAS RATAZANAS FAMINTAS.
Zaqueu campos
em 28/05/13

Vocês se lembram daquele Deputado Picareta que vivia berrando do fundo dos pulmões em sua rádio LARANJA, ''AMEAÇANDO-NOS TIRAR DO ARMÁRIO''? ....pois é, esse tipo de chantagem MACARTISTA contra cidadãos de BEM que DENUNCIAM A CORRUPÇÃO DE POLÍTICOS SAFADOS; agora está virando moda

Os professores perseguidos por Bolsonaro


Saiu na quarta-feira (29/05/2013) na revista Caros Amigos matéria a respeito de dois professores, Cristiano Lucas e Tatiana Lionço, vítimas de perseguição e difamação do deputado Jair Bolsonaro.
O deputado Bolsonaro postou um vídeo que, segundo Cristiano e Tatiana, foi editado visando  induzir o espectador a acreditar que os professores são defensores da pedofilia.
De lá para cá a vida de Tatiana e de Cristiano virou um inferno, apenas porque militam pelos  direitos humanos, em especial o direito à diversidade sexual.
Em função disso lançaram um documentário No Brasil de Cris e Tati - A Luta pela Liberdade no qual denunciam a situação por que passam, perseguidos por fundamentalistas religiosos e neonazistas.
Assistam o documentário e compartilhem em suas redes sociais.
Da Caros Amigos
Em documentário, vítimas de perseguição mostram manipulação de vídeo postado na internet
Da Redação
Os professores Cristiano Lucas e Tatiana Lionço, vítimas da ira conservadora do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), lançaram o documentário "No Brasil de Cris e Tati - A Luta pela Liberdade", no qual denunciam a situação por que passam, perseguidos por fundamentalistas religiosos e neonazistas. O documentário foi lançado nesse mês de maio, em Brasília (DF), seguido do debate "Comunicação e Discurso Para uma Nova Cultura: A Luta pelo Estado Laico" (assista abaixo).
Os professores denunciam a edição fraudulenta de um vídeo postado por Bolsonaro e a partir do qual as perseguições e ataques morais a eles começaram - apesar da denúncia de manipulação e difamação dos professores, o vídeo de Bolsonaro continua no ar. Segundo os professores declaram, o vídeo de Bolsonaro faz manipulações grosseiras para induzir o espectador a crer que os professores defendem a pedofilia. Em uma delas, durante sessão na Comissão de Direitos Humanos da Câmara, um apoiador do presidente Marco Feliciano xingou Cristiano Lucas de "viado", ao que o professor respondeu "Sou viado com muito orgulho"; no vídeo de Bolsonaro, a fala do professor aparece em legenda "Sou viado e dou o cu".
Direitos Humanos
Ambos os professores são militantes dos direitos humanos, em especial o direito à diversidade sexual. A campanha difamatória de Bolsonaro se espalhou rapidamente em blogs e sites evangélicos, segundo contou Cristiano à imprensa, e desde então sofrem perseguições e temem pela segurança.
GRIFO DO BLOG: NÓS TAMBÉM ESTAMOS NO MESMO BARCO...PORISSO OFERECEMOS SOLIDARIEDADE TOTAL ÀS VÍTIMAS DESSE MILICO NAZIFASCI. 

O SAFADO ACIMA TAMBÉM TENTOU NOS CALAR COM SUAS AMEAÇAS HOMOFÓBICAS; SÓ QUE QUEM TETO DE VIDRO...
ANONYMOUS NOS ENVIA MENSAGEM DE SOLIDARIEDADE CONTRA O POLÍTICO PICARETA ACIMA

quinta-feira, 30 de maio de 2013

A REVISTA FORBES DIZ QUE A VEJA É 'ODIADA E CORRUPTA'. ISSO NÃO É NENHUMA NOVIDADE PARA QUEM ACOMPANHA A DESMORALIZAÇÃO DESSE LIXO TÓXICO...BÍBLIA DA ALIENADA CLASSE MÉDIA BRASILEIRA

Forbes: Veja é odiada no Brasil e se envolveu em corrupção

publicado em 30 de maio de 2013 às 13:28
por Stanley Burburinho, baseado em dica @JaildonLima
Revista Forbes publicou matéria sobre a morte de Roberto Civita e a Editora Abril. Diz que Veja é um dos meios de comunicação mais odiados do Brasil e que se envolveu em corrupção e lavagem de dinheiro:
| 5/27/2013 @ 1:09AM |3.981 views
Billionaire Roberto Civita, Brazilian Media Baron, Dies At 76 
Apesar de amplamente lida, a publicação é também um dos meios de comunicação mais odiados do Brasil, devido ao seu conteúdo editorial de direita, cheio de lançadores de bombas políticas e sua clara oposição ao atual governo do Partido dos Trabalhadores.
(…)
Mais recentemente, Veja se envolveu em corrupção e em um inquérito de lavagem de dinheiro, que terminou com a prisão em fevereiro de 2012 de Carlos Augusto Ramos, mais conhecido como Carlinhos Cachoeira (Charlie Waterfall), que supostamente é envolvido em jogos de azar no estado de Goiás.
Um rosto conhecido na política brasileira, Cachoeira também foi uma figura-chave do caso Mensalão. Mas, enquanto vários funcionários públicos foram demitidos, ele saiu livre. O Congresso do Brasil criou uma comissão especial para investigar o assunto, que incluía um calendário de audiências de pelo menos 167 convocações. Um dos editores da Veja foi um dos primeiros na lista.
(…)
O texto original, em inglês, está AQUI.
Leia também:
Leandro Fortes: Jornalismo à moda de Al Capone
José Dirceu e a “cultura de esquerda”no Brasil
Amaury promete revelar bastidores do complô para derrubar Lula e Dilma
Nassif: Relatório da CPI do Cachoeira mostra ligações diretas entre jornalistas e crime organizado

CHAPADA DIAMANTINA : O MONTE OLYMPUS É AQUI

PICO DO ITOBIRA - BAHIA

CACHOEIRA DA FUMACINHA 


quarta-feira, 29 de maio de 2013

CRUZAMENTO DE JÔ SOARES COM URSO PANDA, FOI DESMASCARADO!


Publicado em 29/05/2013

ESCÂNDALO: CAI A MÁSCARA
DE GURGEL. ATÉ TU, TOFFOLI ?

Quando Fernando Collor e Renan decretam o impeachment de Gurgel ?


O fio de máscara que tinha sobre o Gurgel cai nessa.

Saiu no GGN:

JUIZ ALI MAZLOUM NEGA APREENSÃO DE DE DINHEIRO COM PROTÓGENES

Jornal GGN – Juiz titular da ação que resultou no inquérito contra Protógenes Queiroz, o juiz Ali Mazloum negou qualquer apreensão de dinheiro nas buscas efetuadas na casa do deputado Protógenes Queiroz, conforme sustenta o parecer assinado pelo Procurador Geral da República Roberto Gurgel e por sua esposa, a subprocuradora Carmen Sampaio:

“Isto é fantasia. Em nenhum momento apareceu qualquer apreensão de dinheiro. Acho grave uma acusação baseada em informações falsas”, afirmou o juiz.

A denúncia da Procuradoria Geral da República baseia-se fundamentalmente nessa informação para solicitar a quebra dos sigilos fiscal, telefônico e bancário de Protógenes.

Ambos, mais o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Tofolli, devem explicações sobre episódio.

Segundo Protógenes, no dia 15 de maio ele esteve no STF e alertou pessoalmente dois assessores de Tofolli sobre o documento falsificado. Eles teriam analisado o inquérito na sua frente e comprovado a falsificação.

Mesmo assim, Tofolli convalidou o pedido de Gurgel.

O Jornal GGN enviou ontem perguntas ao ministro sobre o episódio. Até às 15h30 de ontem, o gabinete do ministro ainda não havia respondido a elas.

O histórico suspeito

O juiz Ali está acima de qualquer suspeita. Partiu dele a autorização para a busca e apreensão na casa de Protógenes que resultou, posteriormente, no inquérito visando apurar os supostos telefonemas trocados entre ele e o empresário Luiz Demarco.

Se não houver explicações plausíveis, o sistema judiciário brasileiro estará passando pelo mais grave escândalo da sua história, envolvendo a PGR e um ministro do STF.

Daniel Dantas havia conseguido trancar a ação da Satiagraha no Superior Tribunal de Justiça (STJ) alegando irregularidades e abusos de poder. Protógenes reagiu, denunciou o fato na Câmara, e o processo subiu para o STF.

Para fortalecer sua defesa, Dantas encaminhou denúncia contra Protógenes, com base em dois fatos:

O vazamento de informações para a TV Globo, que filmou a prisão dos suspeitos.

A participação da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) nas investigações.

A acusação se mostrou frágil, porque havia áudio, vídeo e apreensão de propina. 

No dia 16 de fevereiro de 2012, o casal Carmen Sampaio-Roberto Gurgel opinou pelo não recebimento da denúncia. Quando o MPF opina pelo arquivamento, cessa o processo.

Toffolli deu o “arquive-se”, mas decidiu submeter ao pleno do STF para homologação.

As acusações iniciais eram frágeis para conseguir mudar os votos no STF.

A defesa de Dantas mudou a linha anterior e pretendeu provar que a Satiagraha teria sido financiada por grupos nacionais e internacionais interessados em afastá-lo dos negócios de telefonia.

No dia 12 de março de 2013 tudo mudou. Dantas contratou os advogados Nabor Bulhões e Aristides Junqueira (ex-procurador geral da República), que foram até Gurgel com novos documentos. 

Seis dias depois, no dia 18 de março, Carmen e Gurgel firmaram outro parecer acatando as denúncias contra Protógenes, o jornalista Paulo Henrique Amorim, o empresário Luiz Demarco, o delegado Paulo Lacerda e um agente da Abin. Dos cinco, o casal escolheu Protógenes para a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico.

A denúncia baseou-se em “indícios amplamente noticiados pela imprensa” sobre o suposto enriquecimento de Protógenes e os tais R$ 280 mil em dinheiro, que teriam sido apreendidos em sua casa. 

Se o dinheiro efetivamente constasse do auto de apreensão, não seria fato novo. De acordo com Gurgel, o “fato novo” foi o fato do investigado não ter justificado a origem do recurso “até agora”.

Estamos em contato com o gabinete do ministro Dias Tofolli e da Procuradoria Geral da República para ouvir sua versão.
Leia também: as suspeitas que Protógenes lançou sobre a Procuradoria  Geral da República

Navalha
Protógenes tem mais.
Vai entrar com quatro representações contra Gurgel.
Tudo antes de ele ir embora pra casa (e se encontrar com o Collor, na planície).
Clique aqui para ler : “As assinaturas eram do Randolph” e “Gurgel não tem autoridade moral”.
Quanto ao juiz Mazloum … bom, ele deve ter sentido o andar carruagem.
Clique aqui para ler “Klouri e PHA derrotam Dantas (de novo)”.

Em tempo: no Blog do Dirceu - http://www.zedirceu.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=18364&Itemid=2 – um exemplo das arbitrariedades do Ministério Público. A Mauricio Dias, Sepúlveda Pertence disse sobre o MP: “criei um monstro !  Clique aqui para ler “MP é o DOI-CODI da Democracia!”.
Paulo Henrique Amorim

O Ministro Tofffoli certamente dará explicações convincentes para a mudança de opinião

A mensagem de Lula pelos 150 anos do Partido Social Democrata Alemão


O Partido Social Democrata Alemão (SPD), de esquerda, está completando 150 anos, e divulgou um vídeo com a mensagem de felicitação do presidente Lula.

Os líderes do SPD sempre foram solidários e cooperativos com lideranças políticas políticas de esquerda do Brasil.

Quando Helmut Schmidt, do SPD, era primeiro-ministro da Alemanha, ele visitou o Brasil e se encontrou com o então líder sindical Lula, mesmo a contragosto da ditadura.

DIREITOS HUMANOS: EM CERIMÔNIA HISTÓRICA A FRANÇA CELEBRA O SEU PRIMEIRO CASAMENTO GAY

Internacional

Direitos humanos

O 'sim' no primeiro casamento gay da França

União aconteceu onze dias após a proclamação da lei de "casamento para todos", uma das principais promessas de campanha do presidente socialista Hollande
por AFP — publicado 29/05/2013 16:29, última modificação 29/05/2013 20:16
 
0 Comments
Boris Horvat / AFP
Vincent Autin e Bruno Boileau
Vincent Autin e Bruno Boileau durante casamento
Vincent Autin e Bruno Boileau se uniram nesta quarta-feira 29 em Montpellier, sul da França, no primeiro casamento entre pessoas do mesmo sexo no país, celebrado sob forte vigilância policial.
Autin, um técnico de informática de 40 anos, e Boileau, um funcionário público de 30, disseram "sim" na prefeitura da cidade francesa, após meses de protestos nas ruas contra a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo e a adoção por gays.
"Eu vos declaro unidos em matrimônio, em nome da lei", declarou a prefeita socialista de Montpellier, Helene Mandroux, visivelmente emocionada. "É um dia histórico para vocês e para o nosso país", ressaltou.
O primeiro casamento gay na França foi realizado onze dias após a proclamação da lei de "casamento para todos", uma das principais promessas de campanha do presidente socialista François Hollande.
Cerca de 500 convidados aplaudiram os noivos na sala da prefeitura, onde os dois homens, vestidos de terno preto e gravata borboleta, entraram de mãos dadas ao som da romântica canção "Love", de Nat King Cole.
Depois de dizerem "sim", os noivos, que se conheceram há sete anos em um fórum de música na internet, se beijaram.
Logo depois, os dois tomaram a palavra para agradecer aos amigos e aos ativistas que lutam há muitos anos a favor do casamento homossexual, que dividiu e polarizou a sociedade francesa, provocando dezenas de protestos nas ruas e um aumento dos ataques homofóbicos.
Na praça em frente à prefeitura, onde havia grande mobilização policial, foram ouvidos alguns "vivas" aos noivos e outros gritos contra a cerimônia.
Pouco antes da entrada dos de Autin e Boileau na prefeitura, um manifestante acendeu fogos de artifício perto das câmeras de televisão, mas foi rapidamente retirado pela polícia, constataram jornalistas da AFP.
Mais de cem jornalistas franceses e do mundo inteiro viajaram a Montpellier para cobrir o primeiro casamento homossexual na França, um país majoritariamente católico, mas muito aferrado à separação entre a Igreja e o Estado.
O Parlamento francês aprovou no dia 23 de abril a legislação que autorizou que a França se tornasse o décimo quarto país a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo e a permitir a adoção por gays.
Segundo pesquisas, esta legislação é aprovada por quase dois terços dos franceses, mas enfrenta a resistência dos setores mais conservadores do país, que anunciaram que não cruzarão os braços, apesar da proclamação da lei pelo governo de Hollande.
As manifestações contra o casamento para todos - a última dos quais, realizada no domingo em Paris, terminou em incidentes violentos - foram apoiadas pelos partidos de direita e extrema-direta, além da Igreja Católica.
A mobilização de domingo, que, de acordo com os organizadores, reuniu um milhão de pessoas, e 150.000, de acordo com a polícia, terminou com mais de 300 manifestantes atrás das grades.
"Não cederemos" ao combate, "nunca, nunca", afirmou Ludovine de la Rochere, um dos porta-vozes do movimento opositor ao casamento homossexual, e que já foi responsável pela comunicação do Episcopado francês.

COMUNIDADE LGBT É RIDICULARIZADA DIARIAMENTE, NUM OBSCURO PROGRAMA DE ESPORTES DA RÁDIO COMUNITÁRIA DIAMANTINA FM DE MORRO DO CHAPÉU.

O MAL-RESOLVIDO  HOMO OBESUS E SUA HOMOFOBIA VIRULENTA
O EX-VEREADOR BIÔNICO  DANDO UMA DE INTELECTUAL AO LADO DO SEU AMIGO E PATROCINADOR LUCIANO DA CASA DO PÃO...outro embusteiro que se juntou ao PREFEITO-BANDIDO DE MORRO DO CHAPÉU para tirar uma lasquinha das verbas públicas.

A FAMA DE HOMOFOBIA DAS DUAS CONCESSÕES PÚBLICAS DE RÁDIO DE MORRO DO CHAPÉU É BEM CONHECIDA AQUI NA REGIÃO... PORÉM, AS CHACOTAS E PIADINHAS CONTRA A COMUNIDADE LGBT, FEITAS DIARIAMENTE NA RÁDIO COMUNITÁRIA PARA FINS LUCRATIVOS DIAMANTINA FM, PELO OBESO RECALCADO GLAUBER GOMES ( AS MÁS LÍNGUAS CITAM ALGUNS EPISÓDIOS COMPROMETEDORES, NOS VESTIÁRIOS DA GAROTADA...CUJO DESTINO FUTEBOLÍSTICO ESTÁ NAS ''MÃOS'' DO DITO CUJO): SÃO REVOLTANTES. O SEU PARCEIRO DE PROGRAMA (LEANDRO DOURADO) NÃO PODE ABRIR A BOCA, OU EMITIR UMA OPINIÃO...QUE, LOGO VIRA OBJETO DE CHACOTA DO TIPO: "CALA A BOCA SUA BICHONA.... EU SEI QUE VC RODAVA A BOLSINHA LÁ EM IBITITÁ".
Amicíssimo do NEPOTISTA Luciano da Casa do Pão (novo secretário de esportes), o tal programa só existe; graças ao  FINANCIAMENTO desse último ( o tal ''empresário'' Luciano)...quem,  também DEVERIA SER RESPONSABILIZADO PELAS BABOSEIRAS HOMOFÓBICAS DITAS PELO HOMO OBESUS. 
 RECORDAR É VIVER:
quem é mesmo que disse que esse gatinho da foto é boiola? se foi esse canhão horroroso da foto debaixo: inveja ainda vai te matar viu sua marmota mal-assombrada. TE OLHA NUM ESPELHO! em A HOMOFOBIA em Morro do Chapéu; é sistemática...e ocorre em locais\entidades que têm a OBRIGAÇÃO LEGAL de educar a população...como exemplo, nós citamos o Programa Esportivo do OBESO EX-VEREADOR BIÔNICO Glauber Gomes -
Marta Silveira-SPcapital
em 13/04/12

CAMPANHA NACIONAL A FAVOR DO CASAMENTO CIVIL IGUALITÁRIO

A música dos Tribalistas a favor do casamento gay


Da Redação
Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte foram os responsáveis pela música "Joga Arroz", que tem a letra a favor da campanha pelo Casamento Civil Igualitário. A canção estará disponível para download a partir desta quarta-feira, 29, no site oficial da campanha (www.casamentociviligualitario.com.br)
Confira a letra da canção:
Joga Arroz
(Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte)
O seu juiz já falou
Que o coração não tem lei
Pode chegar
Pra celebrar
O casamento gay
Joga arroz
Joga arroz
Joga arroz
Em nós dois
Quem vai pegar o buquê
Quem vai pegar o buquê
Maria com Antonieta
Sansão com Bartolomeu
Dalila com Julieta
Alexandre com Romeu
Joga arroz
Joga arroz
Joga arroz
Em nós duas em nós todos
Em nós dois

A HIPOCRISIA DA MÍDIA MAFIOSA

Os problemas da Globo com a Receita Federal


Por Webster Franklin
Do Diário do Centro do Mundo
Paulo Nogueira   
Dar com uma mão e pegar muito mais com a outra é indefensável moralmente.
Imposto é um dos temas mais quentes do mundo moderno, e o Diário tem coberto o assunto intensamente.
Nos Estados Unidos, por exemplo. Barack Obama usou isso como uma arma para atacar seu adversário republicano Mitt Romney. Romney é um homem rico, mas tem pagado bem menos imposto, proporcionalmente, do que um assalariado comum.
Obama o desafiou a publicar o quanto ele pagou nos últimos cinco anos. Se ele fizesse isso, Obama jurou que não tocava mais no assunto. Romney não fez, e se estrepou nas eleições.
No mundo, agora. Um levantamento de um instituto independente chamado TJN mostrou, em 2012, que mais de 30 trilhões de dólares estão escondidos em paraísos fiscais, longe de tributação. Se aquela cifra descomunal fosse declarada, ela geraria impostos de mais de 3 trilhões, considerada uma taxa (modesta) de 10%.
Lembremos. Imposto é chato e ninguém gosta, nem você e nem eu. Mas é com ele que governos constroem escolas, estradas, hospitais etc. Logo, eles são do mais absoluto interesse público.
Agora, o Brasil.
Uma notícia espetacular, a despeito do número esquálido de linhas, foi publicada há algum tempo na seção Radar, de Lauro Jardim, da Veja: a Globo, o Paraíso dos “PJs” está sendo cobrada em 2,1 bilhões de reais pela Receita Federal por impostos que alegadamente deveria recolher e não recolheu.
Segundo o Radar, outras 69 empresas foram objeto do mesmo questionamento fiscal. Todas acabaram se livrando dos problemas na justiça, exceto a Globo. Chega a ser engraçado imaginar a Globo no papel de vítima solitária, mas enfim.
Em nome do interesse público, a Receita Federal tem que esclarecer este caso. É mais do que hora de dar um choque de transparência na Receita – algo que infelizmente o governo Lula não fez, e nem o de Dilma, pelo menos até aqui.
Se o mundo fosse perfeito, a mídia brasileira cobriria a falta de transparência fiscal para o público. Mas não é. Durante anos, a mídia se ocupou em falar do mercado paralelo.
Pessoalmente, editei dezenas de reportagens sobre empresas sonegadoras. A sonegação mina um dos pilares sagrados do capitalismo: a igualdade entre os competidores do mercado. Há uma vantagem competitiva indefensável para empresas que não pagam impostos. Elas podem investir mais, cobrar menos pelos seus produtos etc.
Nos últimos anos, o assunto foi saindo da pauta. Ao mesmo tempo, as grandes corporações foram se aperfeiçoando no chamado “planejamento fiscal”. No Brasil e no mundo. O NY Times, há pouco tempo, numa reportagem, afirmou que o departamento contábil da Apple é tão engenhoso quanto a área de criação de produtos. A Apple tem uma sede de fachada em Nevada, onde o imposto corporativo é zero. Com isso, ela deixa de recolher uma quantia calculada entre 3 e 5 bilhões de dólares por ano.
Grandes empresas de mídia, no Brasil e fora, foram encontrando jeitos discutíveis de recolher menos. Na Inglaterra, soube-se que a BBC registrou alguns de seus jornalistas mais caros, como Jeremy Paxton, como o equivalente ao que no Brasil se chama de “PJ”. No Brasil, muitos jornalistas que escrevem catilinárias incessantes contra a corrupção são “PJs” e, aparentemente, não vêem nenhum problema moral nisso. Não espere encontrar nenhuma reportagem sobre os “PJs”.
Os brados contra a sonegação deixaram de ser feitos pela mídia brasileira quando as empresas aperfeiçoaram o ‘planejamento fiscal’ — uma espécie de sonegação legalizada, mas moralmente imoral.
O dinheiro cobrado da Globo – a empresa ainda pode e vai recorrer, afirma o Radar – é grande demais para que o assunto fique longe do público. A Globo costuma arrecadar 10 milhões de reais com seu programa “Criança Esperança”. Isso é cerca de 0,5% do que lhe está sendo cobrado. Que o caso saia das sombras para a luz, em nome do interesse público – quer a cobrança seja devida ou indevida.
A Inglaterra não apenas está publicando casos de empresas que pagam muito menos do que deveriam, como Google e Starbucks, como, agora, nomeou os escritórios de advocacia mais procurados por corporações interessadas na evasão legal.
De resto, a melhor filantropia que corporações e milionários podem fazer é pagar o imposto devido. O resto, para usar a grande frase shakesperiana, é silêncio.

As suspeitas que Protógenes lançou sobre a Procuradoria Geral da República

O delegado Protógenes não acusou a subprocuradora geral da República Cláudia Sampaio  de ter recebido R$ 280 mil, como afirma a manchete do Estadão. Com seu estilo tosco, Protógenes fez uma ironia com o fato de, segundo ele, Cláudia ter se baseado em informações falsas para aprovar a quebra de seu sigilo bancário e fiscal:
“Essa mulher (Cláudia) fez isso (...) Essa certidão vai ter que atestar que não existe 280 mil apreendidos, eu não sei de onde ela tirou, talvez seja os 280 mil que o Daniel Dantas tenha dado para ela, prá dar esse parecer... de cafezinho, né?"
A manchete realçando a acusação de Protógenes desvia o foco dos fatos realmente relevantes.
Segundo a versão de Protógenes:
Ele sofre processo em São Paulo, que chegou ao STF (Supremo Tribunal Federal) devido ao fato de ter sido eleito deputado federal.
Cláudia Sampaio deu um primeiro parecer pelo arquivamento do processo.
Posteriormente assume o caso o ex-procurador geral Aristides Junqueira. Carmen dá um segundo parecer voltando atrás e recomendando a quebra de sigilo das contas bancárias e telefônicas de Protógenes. Vale-se de dois argumentos:
  1. A Polícia Federal teria apreendido R$ 280 mil em dinheiro vivo em sua casa. Segundo Protógenes, não existe nenhum documento da PF sobre a suposta apreensão de dinheiro. Se ele estiver correto, a PGR teria se baseado em um documento falso. E o Ministro José Dias Tofolli teria endossado a farsa.
  2. Há três imóveis que foram transferidos de um policial aposentado para Protógenes. Segundo o delegado, esses imóveis foram adquiridos no período em que ele advogava. Sendo verdadeira sua afirmação, independentemente da origem lícita ou não dos imóveis, a compra teria ocorrido muito antes da operação Satiagraha.
Tem-se, portanto, um quadro bastante objetivo para se avaliar a conduta do Procurador Roberto Gurgel e de sua esposa.
Teste 1 – o PGR apresentar o laudo da PF comprovando a apreensão dos R$ 280 mil na casa de Protógenes.
Teste 2 – o PGR apresentar os documentos que comprovariam que Protógenes recebeu os imóveis no período de investigação da Satiagraha.
Se não conseguir comprovar esses dois pontos, em uma situação pouco usual – da PGR mudando sua opinião sobre um pedido que ela mesmo já havia julgado improcedente -, Roberto Gurgel dará razão aos seus críticos. Se comprovar, nem o mandato salvará Protógenes.
Por Vânia
Do Estadão
Em palestra, deputado acusa Cláudia Sampaio de receber dinheiro de Daniel Dantas e levanta suspeitas sobre o marido dela, Roberto Gurgel
Fausto Macedo, com colaboração de Ricardo Chapola
O deputado federal Protógenes Queiroz (PC do B-SP) acusou a subprocuradora-geral da República Cláudia Sampaio de ter recebido R$ 280 mil do banqueiro Daniel Dantas, do Banco Opportunity. Protógenes sugeriu que o dinheiro teria sido dado para que ela emitisse parecer ao Supremo Tribunal Federal favorável à quebra de seu sigilo telefônico, fiscal e bancário. Ele disse ainda que Dantas teria oferecido dinheiro ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, marido de Cláudia.
Protógenes fez as acusações no dia 9 de maio durante uma palestra na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subseção de São Caetano do Sul, cidade da Grande São Paulo. Tema do encontro era "Os bastidores da Operação Satiagraha". Ele afirmou também que Dantas, a quem chamou de "banqueiro bandido", ofereceu US$ 20 milhões a um delegado da Polícia Federal e a cinco policiais, mas não citou nomes nem o motivo da oferta.
A Satiagraha é um capítulo emblemático da história recente da Polícia Federal. Protógenes, então delegado, comandou a operação em 8 julho de 2008, que culminou com a prisão de Dantas. O banqueiro foi colocado em liberdade em menos de 24 horas por ordem do ministro do Supremo Gilmar Mendes.
A operação foi completamente anulada pelo Superior Tribunal de Justiça por ilegalidades e emprego de arapongas da Agência Brasileira de Inteligência. Protógenes foi condenado a 3 anos e 11 meses de prisão por fraude processual e violação de sigilo funcional – ele teria vazado dados da Satiagraha (mais informações ao lado). Sua relação com o empresário Luiz Roberto Demarco, desafeto de Dantas, também é investigada.
O caso foi bater no STF, porque Protógenes assumiu o mandato parlamentar, ganhando foro privilegiado. Inicialmente, Cláudia Sampaio se manifestou pelo arquivamento da investigação. No fim de abril, ela reapresentou parecer, agora favoravelmente à apuração, acolhendo informação de que Protógenes mantém conta bancária na Suíça e de que em sua residência a PF havia apreendido R$ 280 mil em dinheiro. Com base nesse parecer da subprocuradora, o ministro Dias Toffoli, do STF, decretou a quebra do sigilo bancário, telefônico e fiscal do deputado. Demarco também é investigado.
Protógenes afirmou em sua palestra que vai pedir à Justiça certidão comprovando que não houve a apreensão daquele dinheiro. "Essa mulher (Cláudia) fez isso (...) Essa certidão vai ter que atestar que não existe 280 mil apreendidos, eu não sei de onde ela tirou, talvez seja os 280 mil que o Daniel Dantas tenha dado para ela, prá dar esse parecer... de cafezinho, né?"
'Luminoso'
Em seguida, aponta para o chefe do Ministério Público Federal. "Daniel Dantas ofereceu 20 milhões de dólares para um delegado da Polícia Federal e cinco policiais, quanto que não deve ter oferecido, não ofereceu, para o procurador-geral da República, né? Então, eu vou exigir deles também que exponham o seu sigilo bancário, que exponham seu sigilo telefônico, né, prá gente ver de onde saiu esse luminoso parecer."
Protógenes citou Cláudia Sampaio a partir do 38.º minuto de sua fala de 1 hora e 48 minutos. "A procuradora, Cláudia, é mulher do procurador-geral, ela é mulher dele e trabalha juntamente analisando todos os pareceres que são proferidos por ele. Ela faz o parecer e ele fala ‘aprovo’. Foi para ela novamente, e ela fez um novo parecer totalmente detalhado contra mim diretamente. Contra os outros não. Só a mim como alvo. No parecer diz que na minha casa houve uma busca e apreensão. Eles estava atrás de fragmentos da Operação Satiagraha, das interceptações. Tem muito segredo aqui, só que eu não vou guardar esses dados, está com alguns juízes. Ela diz que encontraram na minha casa 280 mil reais. Não tem isso na apreensão. Ela escreveu isso e assinou."
Aos 47 minutos ele acusou Cláudia de ter recebido os R$ 280 mil. Disse que em nenhum outro caso a Procuradoria voltou atrás. Quando a palestra atingiu 1 hora e 7 minutos, o deputado disse: "É perigoso para o Estado ver instituições superiores comprometidas e corruptas".
Ele se insurgiu contra as suspeitas que cercam seu patrimônio – Protógenes recebeu imóveis "em doação" de um ex-policial federal, José Zelman. "Ela (Cláudia) diz que o meu patrimônio é suspeito, que inclusive eu tenho uma casa de praia em Niterói, num condomínio chamado Camboinhas, e que tenho apartamento no Jardim Botânico. Sustenta que a minha casa vale um milhão de reais, e que esse apartamento vale também um milhão. Só que ela esqueceu de um detalhe. Esse patrimônio eu constituí quando eu era advogado."
Gurgel vê caso como 'calúnia' e Dantas vai ao STF
O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, classificou de calúnia as acusações de Protógenes Queiroz. "A calúnia foi feita imediatamente após terem sido requeridas diligências em inquérito a que o deputado responde no STF, circunstância que fala por si mesma", declarou Gurgel.
A defesa de Daniel Dantas disse que entrou com queixa-crime no Supremo Tribunal Federal contra o deputado Protógenes Queiroz (PC do B-SP) por calúnia e injúria. A ação é decorrente das declarações do parlamentar na OAB de São Caetano do Sul. "Ingressamos com queixa-crime no STF, imputando ao deputado Protógenes Queiroz a prática de calúnia e injúria, não acobertadas pela imunidade parlamentar", disse o advogado de Dantas, Andrei Zenkner. A assessoria do Opportunity destaca que a Justiça decretou a nulidade da Satiagraha.
A criminalista Elizabeth Queijo, que defende Luiz Roberto Demarco, assinalou que os autos estão sob sigilo. "Na realidade, sobre o conteúdo da decisão eu estou impedida de comentar pelo dever do sigilo. Esse caso para mim está sob sigilo. E por essa exclusiva razão não vou me manifestar sobre o conteúdo da decisão. Mas a defesa deve apresentar medidas nos próximos dias em relação a isso."
Protógenes não respondeu ao contato da reportagem do Estado.
Para lembrar: Delegado foi condenado
A Operação Satiagraha, deflagrada pela Polícia Federal em 8 de julho de 2008, prendeu o banqueiro Daniel Dantas, o investidor Naji Nahas, o ex-prefeito Celso Pitta e outros 14 acusados por suspeita de desvio de recursos públicos, corrupção, fraude, gestão fraudulenta de instituição financeira, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.
Durante a operação, foi revelado que arapongas da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) atuaram em parceria com a PF na Satiagraha. Criticado por não ter notificado o comando da PF sobre a participação dos agentes, o delegado Protógenes Queiroz, que comandava a Satiagraha, pediu afastamento. Em março de 2009, ele foi indiciado pela PF por quebra de sigilo funcional e violação da Lei de Interceptações; em maio, foi denunciado criminalmente por quebra de sigilo funcional e fraude processual. Em 2010, o delegado foi condenado a 3 anos e 11 meses de prisão. Protógenes, hoje deputado federal (PC do B-SP), recorre em liberdade.