quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

NOVOS TEMPOS NO SOFRIDO ESTADO DO MARANHÃO...E VELHOS TEMPOS NA NOSSA SOFRIDA MORRO DO CHAPÉU. MESMO SE NÃO FIZER ABSOLUTAMENTE NADA, O GOVERNADOR FLÁVIO DINO MERECE O TÍTULO DE HOMEM DO ANO... SÓ PELO FATO DE TER POSTO FORA DE CIRCULAÇÃO A ODIADA CLEPTOLIGARQUIA DOS SARNEYS. MORRO DO CHAPÉU (PARA OS NOSSOS LEITORES QUE NÃO A CONHECE), É UMA PEQUENA RÉPLICA DO MARANHÃO DOS SARNEYS. AQUI, O ''SARNEY\SARNENTO" LOCAL, SE CHAMA ZÉ CARAMUJO. ENQUANTO NÃO NOS LIVRARMOS DESSA CHAGA (DE MANEIRA LEGAL, É CLARO); ESSA SOFRIDA CIDADE SEMPRE SERÁ REFÉM DA CORRUPÇÃO E DO ATRASO. ENQUANTO ESSE DITADOR MANDAR E DESMANDAR AQUI EM NOSSA TERRA; SEGUIREMOS SEMPRE SENDO UM DOS MUNICÍPIOS COM O MENOR ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO (IDH) DO PAÍS. COMPANHEIROS\AS E CAMARADAS... PRECISAMOS SEGUIR O EXEMPLO DO MARANHÃO; O NOSSO SOFRIDO POVO NÃO PODE SEGUIR ETERNAMENTE REFÉM DE POLÍTICOS PICARETAS LADRÕES DE PATRIMÔNIO PÚBLICO. SERVIÇOS BÁSICOS (SAÚDE, EDUCAÇÃO..) PRATICAMENTE JÁ NÃO EXISTEM AQUI...APESAR DAS VERBAS FEDERAIS CHEGAREM MENSALMENTE. A MÍDIA LOCAL TODA (SALVO O NOSSO BLOG)...SE CAGA DE MEDO DO DITADOR E NADA DIZ SOBRE ESSA CATÁSTROFE EM QUE A CIDADE ESTÁ MERGULHADA. AS DUAS RÁDIOS LOCAIS SE ENCONTRAM NAS MÃOS DO TIRANO CADEIRUDO. A LARANJA BRILHANTE FM (NOME FICTÍCIO PARA ENGANAR UZOMI DA LEI) E, A DIAMANTINA FM. ESSA ÚLTIMA É SUPOSTA DE SER COMUNITÁRIA, MAS TRANSFORMOU-SE EM UM BALCÃO DE NEGÓCIOS, DEPOS QUE FOI APOSSADA ILEGALMENTE PELO COXINHA ESPERTALHÃO IRMÃO DO PREFEITO...E PELA BALEIA LIPOASPIRADA GLAUBER GOMES.

Novos tempos no Maranhão

18042011163912



O novo tempo que se inicia no Maranhão


Por Theófilo Rodrigues

Em tempos em que governadores aprovam pensões vitalícias para eles próprios, usam helicópteros e jatinhos para viagens particulares periódicas, aumentam seus salários e nomeiam assessores e motoristas que os servirão pelo resto da vida, dá um pingo de esperança ver o que o novo governador do Maranhão está fazendo.
Eleito em outubro de 2014 com uma grande vitória sobre a família Sarney, Flávio Dino mal tomou posse e já anunciou medidas que impressionam. Medidas simples, mas que têm o potencial de levar aquele estado tão castigado por anos de patrimonialismo para um novo patamar econômico, político e social.
Em seu discurso de posse o primeiro governador comunista da história do Brasil listou 17 ações que já começaram a ser implementadas.
Apontando para uma gestão educacional mais democrática, o governador anunciou em seu discurso de posse que a partir de agora todas as escolas da rede pública estadual terão seus diretores escolhidos através de eleições diretas com a participação de estudantes, professores e funcionários.
Através do Decreto 30620 será instituído o Programa Escola Digna que eliminará as insalubres escolas de taipa e de palha que vergonhosamente ainda existem no Maranhão. Ainda sob a perspectiva educacional o governador encaminhou para a Assembleia Legislativa o projeto de lei que cria o Programa Mais Bolsa Família Escola. Esse programa visa oferecer recursos anuais para os materiais didáticos das crianças que recebem atualmente o Bolsa Família.
São conhecidas as relações das velhas oligarquias rurais com os latifúndios improdutivos e o poder político. Conhecedor profundo e admirador de Victor Nunes Leal (ver o livro Coronelismo, enxada e voto) Dino não deixou esse tema passar batido. Não à toa entre suas primeiras ações está a Medida Provisória 187 que cria a Secretaria de Agricultura Familiar para fomentar uma nova, rica e democrática produção agrícola no estado.
Outra secretaria a ser criada é a Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular. Essa secretaria será a responsável pelo orçamento participativo, ou seja, pela consulta popular sobre o destino do orçamento estadual, bem como pelos conselhos temáticos de políticas públicas. Ela assumirá, por exemplo, o “Pacto pelo IDH” que cuidará do desenvolvimento humano e social de todas as cidades do estado.
A democratização da mídia é outra prioridade do governador. Entre suas ações prometidas está o fortalecimento da rádio pública (Rádio Timbira) que estava sendo sucateada nos últimos anos, a redistribuição das verbas de publicidade para desconcentrar o oligopólio midiático e a expansão da rede de internet de Banda Larga que hoje alcança apenas 10% da população do estado.
Há também as mudanças simbólicas que visam enterrar de vez o patrimonialismo naquele estado. É o caso do Decreto 30611 a partir do qual será vendida a “Casa de Veraneio do Governador”, bem como o Decreto 30618 que proíbe os nomes de pessoas vivas em logradouros e prédios públicos.
Fosse vivo, o economista marxista maranhense Ignácio Rangel estaria orgulhoso de assistir ao que ocorre hoje em seu estado. Não viveu para ver, mas suas ideias estão aí influenciando diretamente Flávio Dino.
Claro, serão quatro anos difíceis ante as pretensões colossais do novo governador. Depois de 50 anos de permanência no poder da família Sarney, a cultura patrimonialista incrustou-se por todo o aparelho público do estado e não deixará de existir de um dia para o outro. É por essa razão que Dino precisa de todo o apoio da sociedade civil brasileira para levar esse desafio adiante. Pois o futuro do Maranhão é o futuro do Brasil.

Theófilo Rodrigues é cientista político

 http://www.ocafezinho.com/2015/01/09/novos-tempos-no-maranhao/#sthash.sG6kIE60.dpuf 

''CARAMUJO SONOLENTO''...O ODIADO DITADOR DE MORRO DO CHAPÉU.

  • roubalheira ilimitada mantém morro do chapéu entre os ...

    morronoticiassemcensura.blogspot.com/.../roubalheira-ilimitada-mantem...
    31 de jul de 2013 - ROUBALHEIRA ILIMITADA MANTÉM MORRO DO CHAPÉUENTRE OS MUNICÍPIOS MAIS POBRES DO BRASIL. ENQUANTO POLÍTICOS ...
  • roubalheira de dinheiro público em morro do chapéu: afilhado

    morronoticiassemcensura.blogspot.com/.../roubalheira-de-dinheiro-publi...
    15 de ago de 2013 - Morro do Chapéu: Máquinas do DERBA são flagradas trabalhando em ... NÓS JÁ ESTAMOS FARTOS DA ROUBALHEIRA ESCANCARADA ...
  • roubalheira de dinheiro público lá e cá - morro noticias sem ...

    morronoticiassemcensura.blogspot.com/.../roubalheira-de-dinheiro-publi...
    22 de dez de 2014 - ROUBALHEIRA DE DINHEIRO PÚBLICO LÁ E CÁ: PREFEITO-PLAYBOY DA ... Denuncie Morro Do Chapéu S O S Polícia Federal. November ...
  • segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

    COXINHAS ( E OUTRAS FIGURINHAS CARIMBADAS) ENTRE OS SUSPEITOS ...DE FAZER ''AMEAÇAS DE MORTE'' CONTRA OS EDITORES DO 'BLOG MORRO NOTÍCIAS SEM CENSURA'. AS AUTORIDADES COMPETENTES JÁ FORAM INFORMADAS...MEDIDAS LEGAIS À ALTURA DAS AMEAÇAS ESTÃO SENDO TOMADAS.

    O perigo da extrema direita, por 

    Renato Janine Ribeiro

    do Valor
    Por Renato Janine Ribeiro
    Cresce a extrema direita no Brasil. Felizmente, tirando os deputados Feliciano e Bolsonaro, tem pouca presença institucional. Mas, de duas uma: ou criará um partido novo, ou continuará numa relação ambígua com o PSDB, que lhe dá votos mas perturba a identidade.
    A extrema direita não elege quase ninguém aqui. Para cargos executivos, menos ainda. Mas se fortalece na expressão de suas ideias. É fraca em poder, mas avança no berro. Para usar a expressão de Gramsci, disputa a hegemonia. Degrada o debate no país.
    Durante alguns anos, PSDB e PT, representando nossa centro-direita e centro-esquerda, viveram uma aproximação na prática - ainda que ela fosse negada no discurso de ambos. Mas nos últimos anos a retórica subiu em decibéis. Temos um paradoxo: candidato, Aécio Neves prometeu continuar a política social do PT; reeleita, Dilma Rousseff adotou medidas econômicas dos tucanos. Portanto, a realidade não os afasta tanto - mas, na aparência, eles parecem estar quase em guerra. O que vale, a realidade fria ou a aparência raivosa? As políticas econômicas e sociais, ou a retórica desenfreada? a razão ou a paixão? Porque guerras favorecem os extremos.
    Extremistas têm muita voz mas poucos votos
    Onde é mais fácil ver a extrema direita é na internet. Ela povoa os comentários das redes sociais e das edições online dos jornais. É incrível o ódio que destila. Há poucos dias, lendo as notícias sobre o fuzilamento de Marcos Archer na Indonésia, me surpreendeu a quantidade de comentários atacando o PT, que nada tinha a ver com o assunto. A maior parte era escrita por pessoas desinformadas da realidade e desacostumadas ao cultivo da língua. Mas são veementes. Felizmente, não vão muito além do Facebook.
    Ou não iam. Saíram da internet e foram para as ruas nos últimos meses - numa paródia, em menor, das manifestações de 2013. Pediram que os militares rasgassem a Constituição e tomassem o poder. No diagnóstico, erram. Misturam em seu ódio homossexualidade, Hugo Chávez e programas sociais. Nas suas propostas, nem percebem que o mundo atual não está para golpes. O que fariam as Forças Armadas, se tomassem o poder? Meio século atrás, os golpistas tinham uma agenda inteira montada. Os militares não tinham afeição pela democracia. Os empresários receavam os movimentos sociais, que avançavam. A economia estava em grave crise. O governo norte-americano apoiava qualquer golpe de direita na América Latina. Hoje, nada disso existe. Os extremistas são, literalmente, reacionários. Querem que o mundo recue. Não têm projeto viável.
    Esse público nas ruas e na Internet vai além de seus próprios pregadores na mídia. Alguns colunistas de jornal chegaram perto de declarar ilegítima a eleição de 2014, o que é uma afirmação bastante grave de se fazer numa democracia, mas não lembro nenhum que tenha pedido a derrubada do governo eleito. Entre os ideólogos e seus seguidores que foram às passeatas ou escrevem em blogs, há uma distância. Os primeiros são mais informados, mais inteligentes. Os segundos, não. Apenas radicalizam.
    Mas um problema sério é que essa extrema direita, que tem votado no PSDB nos momentos decisivos, pressiona nosso partido que porta em seu nome a social-democracia - uma denominação típica da esquerda - a ir para a direita. E isso traz alguns resultados. Assim se entende o uso do aborto na campanha tucana em 2010 ou a ênfase de Alckmin numa política repressiva de segurança. Esse fato cria problemas de identidade no PSDB, reduzindo o peso do passado glorioso de Montoro, Covas, Ruth Cardoso. É óbvio que FHC não deve se sentir confortável com esse avanço dos extremismos.
    Pode essa extrema direita, que é mais forte em São Paulo, mas cujo tamanho exato ninguém no Brasil é capaz de mensurar, alterar a natureza do PSDB? Não me parece provável. Ela deve manter seu papel de aliada subordinada. Presta o serviço de destruir imagens petistas e recebe alguma compensação midiática por isso. Mas é uma aliada incômoda. Não gosta dos direitos humanos, com os quais o PSDB histórico tem um forte compromisso. Não gosta dos programas sociais, dos quais os tucanos não querem ou não podem abrir mão.
    Pior, a extrema direita carrega o risco de convencer demais. Ela ajuda o PSDB na medida em que reforça o antipetismo de parte razoável do eleitorado - mas, se crescer em votos, pode fazer os tucanos perderem os votos de seus eleitores iluministas e, pior, tornar-se dominante em algumas seções regionais do PSDB, o que poria o partido em sério risco.
    Há outra possibilidade, para a qual me alertou o cientista político português Álvaro Vasconcelos, ora professor visitante no IRI da USP. Sem o PSDB, a extrema direita pode se tornar um partido próprio, e este pode ganhar força. É o que sucede na Europa. A Frente Nacional ameaça a política francesa há anos. Tem uma votação elevada, embora o sistema eleitoral francês traduza esses sufrágios em pouquíssimos cargos de efetiva significação.
    Mas essa é uma possibilidade remota. Como a extrema direita brasileira, dado o seu exacerbado antipetismo, acaba apoiando o PSDB, ela não se organiza para tomar o poder. Prefere operar nas laterais. Sabe que - hoje - teria poucos votos, se disputasse as eleições para valer. Mas é preciso fazer constantemente o balanço do que é melhor para o país e para os tucanos - se é a extrema direita continuar subordinada, sem voz independente mas podendo minar um partido sério, com história e com futuro, ou se é ela adquirir voz e identidade próprias, com o risco de crescer mais. Porque o atual, talvez crescente, desencanto com os políticos favorece aventuras.
    Renato Janine Ribeiro é professor titular de ética e filosofia política na Universidade de São Paulo. Escreve às segundas-feiras
    LEAM TAMBÉM: COXINHAS POBRETÕES...É
    O NOVO FENÔMENO AQUI NA TERRINHA 
    E REGIÃO.
    DA CABEÇA DESSES VERMES SÓ SAI....
    ESSE, 
    É A ESSÊNCIA DO COXINHA POBRETÃO DE
    DIREITA...
    'SEGURANÇA\GUARDA DE ESTACIONAMENTO' 
    COM COMPLEXO DE GENERAL, 
    É MOLE!? ENTRE AS BRAVATAS QUE O CRETINO 
    ESCREVE DIUTURNAMENTE PREGANDO A VOLTA DA 
    DITADURA MILITAR EM SUA PÁGINA NO 
    FÉZISBUKI...A MAIS 
    RECORRENTE É ''TIRAR O PT DO PODER À 
    BALA''...SEM FALAR QUE VOLTA E MEIA PREGA O 
    MAGNICÍDIO DA NOSSA PRESIDENTA. 
    APARENTEMENTE, ESTÁ SENDO INVESTIGADO; 
    APÓS 
    TER SIDO DENUNCIADO (JUNTAMENTE COM O TAL 
    AUTODENOMINADO ''LUTHIER'', O DOS VÍDEOS 
    INFLAMADOS DE ÓDIO DA VIZINHA CIDADE DE 
    JACOBINA) POR VÁRIOS LEITORES DO NOSSO BLOG.


  • MORRO NOTICIAS SEM CENSURA

    morronoticiassemcensura.blogspot.com/.../odio-preconceito-e-fanatismo-...

    11 de jan de 2015 - Manual Básico do Coxinha Pobretão de Direita | Brasil 24/7 ... QUE OS EDITORES DO BLOG MORRO NOTÍCIAS SEM CENSURA RECEBEM ...
  • freud explica: ''il castrato' - morro noticias sem censura

    morronoticiassemcensura.blogspot.com/.../freud-explica-il-castrato-danil...

    12 de jan de 2015 - Manual Básico do Coxinha Pobretão de Direita | Brasil 24/7 .... LEITOR\A DO BLOG MORRO NOTÍCIAS SEM CENSURA FAZ MAIS ...
  • MORRO NOTICIAS SEM CENSURA: ELOGIAR O GRANDE ...

    morronoticiassemcensura.blogspot.com/.../elogiar-o-grande-mestre-santa...

    4 de jan de 2015 - Manual Básico do Coxinha Pobretão de Direita Você sabe o que é preciso para ser um autêntico 'coxinha'?; Magali Vieira, colaboradora do ...