segunda-feira, 17 de outubro de 2016

MANO SILVA é o nosso mais novo articulista\comentarista. Observador arguto da política suja de Morro do Chapéu; o seu comentário-estreia nos causou muito boa impressão...e, vai dar o que falar: disso nós temos certeza. A Imparcialidade e Lucidez que o mesmo descreve o nosso cenário político atual...é algo raro entre os comentaristas políticos daqui da terrinha. Mais uma vez; desejamos-lhe as boas-vindas e muito sucesso.

MORRO DO CHAPÉU/MORRO DOURADOResultado de imagem para morro do chapeu bahia
 Resultado de imagem para imperador edgábaloResultado de imagem para imperador edgábaloResultado de imagem para morro do chapeu bahia
AS ÚLTIMAS ELEIÇÕES NOS TRÁS ALGUMAS NOVIDADES QUE ORA SE FAZ NECESSÁRIO LEMBRARMOS, POR EXEMPLO, O QUE DIZER DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS QUE EM MASSA VOTARAM CONTRA SEU ATUAL PATRÃO CLEOVÁ BARRETO, MERGULHANDO NUMA NOVA ERA DOURADA\ARAÚJOS! SABE DEUS NO QUE VAI DAR. QUANTA INJUSTIÇA! NÃO FOI ELE O PREFEITO QUE CRIOU O PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS DOS PROFESSORES E ESTES VOTARAM 95% CONTRA? NÃO FOI ESTE QUEM DEU TODOS OS DIREITOS E REGALIAS AOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE DE ENDEMIAS, QUE POVO INGRATO! NÃO FOI ELE QUEM COLOCOU O SR. PEDRO HONORATO EM CARGO DE CONFIANÇA COM UM SALÁRIO QUASE EQUIPARADO AO DOS SECRETÁRIOS DE PRIMEIRO ESCALÃO DE GOVERNO? E DEIXOU ESSE O CESAR LIXÃO SEM DA UM PREGO NUMA BARRA DE SABÃO POR QUASE TRÊS ANOS DE SUA GESTÃO? E QUE DEU TODA LOGÍSTICA PARA ESTE SER CANDIDATO A VEREADOR COM A DUPLA HONORATO\LIXÃO E OBTIVERAM APENAS 120 VOTOS? ESTAS PERGUNTAS MOSTRAM PORQUE O GRUPO DO ATUAL PREFEITO DESABOU. AINDA PORQUE O JOÃO HUMBERTO BATISTA BRINCOU DE FAZER POLÍTICA ENGANANDO A QUASE TODOS SEM FAZER NADA DO QUE PROMETERA.
DO OUTRO LADO TAMBÉM NÃO FOI TÃO DIFERENTE, O POVO SE CONTENTOU COM OS ABRAÇOS DO PUPILO DOURADO VETERINÁRIO DAS LAGARTIXAS E DA BONEQUINHA JUJU. BEM SABEMOS QUE ESTES ABRAÇOS EM BREVE VÃO SER SUBSTITUÍDOS POR TAPA NA CARA. CUIDE-SE MORRO DO CHAPÉU CHEGOU A HORA DE REVERMOS O PASSADO TÃO DISTANTE AGORA TÃO PRESENTE. COM A SEDE QUE O DR. EDGÁBALO ESTÁ NÃO VAI SOBRAR PRA NINGUÉM VÃO RASPAR ATÉ O FUNDO DOS TACHOS E AINDA VÃO FICAR QUERENDO MAIS, JÁ ESTÁ MONTADO UM ESQUEMA PESADO NAS ÁREAS DE SAÚDE E EDUCAÇÃO A MINA DE OURO DAS PREFEITURAS PARA SURRUPIAR TUDO. A ESTRATÉGIA É COLOCAR GENTE INCOMPETENTE NA FRENTE DESSAS SECRETARIAS PARA O MENTOR MOR, O PRIMEIRO MINISTRO AGAMENOM ARRUMAR TUDO SO COM UM PINGO NO I, DAQUI, DALÍ, DACOLÁ. E QUEM QUISER QUE DIGA ALGUMA COISA PRA VÊ SE NÃO PARA NO TRONCO...
Mano Silva
GRIFO DO BLOG a propósito do comentário acima...EDIGAR DOURADO LIMA (também conhecido como o DECADENTE E PERVERTIDO Imperador EDGÁBALO, versão sertaneja do Imperador Romano Heliogábalo\Elagábalo) é um dos maiores ladrões de dinheiro público do Estado da Bahia, segundo o MPF abaixo


Gestores dos municípios de Morro do Chapéu e Pedrão são alvo de ações do MPF/BA

O ex-prefeito de Morro do Chapéu e o atual prefeito de Pedrão são acusados por aplicar indevidamente recursos repassados por programas federais
O Ministério Público Federal (MPF) em Feira de Santana ajuizou ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra o ex-prefeito do município de Morro do Chapéu (BA), Edgar Dourado Lima, e o então prefeito de Pedrão (BA), Alceu Barros de Araújo.

Morro do Chapéu - Em 2003, o município de Morro do Chapéu recebeu 84,5 mil reais do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) para a manutenção e aquisição de material escolar. A justificativa da aplicação dos recursos deveria ser apresentada pelo ex-gestor no final de 2003, no entanto, a Secretaria Municipal de Educação só encaminhou relatório para prestação de contas em janeiro do ano seguinte. A documentação apresentada foi insuficiente para a comprovação dos recursos e, novamente, a prefeitura encaminhou documentação complementar, que também não atendeu às determinações legais impostas ao município.

Ao final do mesmo ano, o município firmou novo convênio, desta vez com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para a aquisição de veículo automotor. Para tanto, foram transferidos 50 mil reais. Assim como no convênio anterior, o ex-gestor não justificou os gastos no prazo estabelecido e, ao apresentar a prestação de contas extemporânea, a documentação mostrou-se insuficiente.

No ano de 2004, foi celebrado acordo entre o ex-prefeito e o FNDE, por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNATE) e Programa de Educação de Jovens e Adultos (PEJA) para o incremento do ensino fundamental. O repasse dos recursos, que totalizaram cerca de 195 mil reais, deveria ser justificado, no entanto, em 2005, quando a prefeitura foi convocada para prestar contas, o mandato de Edgar Dourado Lima já havia encerrado. O prefeito sucessor alegou a impossibilidade de prestar contas da aplicação da verba, pois Lima não teria deixado a documentação disponível.

Pedrão - No município de Pedrão também foram detectadas irregularidades na prestação de contas de recursos recebidos de programas federais. Ao final de 2001, a prefeitura pactuou com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) convênio para a execução de melhorias sanitárias domiciliares, com a construção de 127 módulos sanitários.

Para a execução da obra, foram repassados 150 mil reais, em contrapartida, coube ao município participar com o valor de cerca de 7 mil reais. A Funasa, em vistoria ao local, identificou a inexecução parcial da obra e rejeitou as contas apresentadas pelo município. Em análise realizada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), constatou-se diversas irregularidades na execução do convênio e vícios no procedimento licitatório. De acordo com cálculo da Funasa, a aplicação de apenas uma parte do recurso repassado causou dano de cerca de 14 mil aos cofres públicos.

A procuradora da República Vanessa Gomes Previtera, autora das ações, afirma que a conduta irregular dos gestores causou, além de vultuoso dano aos cofres públicos, prejuízo para administração pública. “Os prejuízos sofridos pela Administração Pública Federal em face da conduta dos réus vão além dos limites materiais verificados, atingindo a imagem do município, reforçando na consciência popular a ideia de que o município é administrado por gestores omissos, que se aproveitam do exercício da função em detrimento do interesse público”, disse.

PedidosNa ação relativa ao ex-prefeito de Morro do Chapéu, o MPF pede o ressarcimento integral do dano material, no valor de cerca de 462 mil reais e o pagamento de multa pelos danos extrapatrimoniais, no valor de 100 mil reais. Ao atual prefeito de Pedrão, o MPF requer, além do ressarcimento integral do dano, no valor de cerca de 14 mil reais, a suspensão dos direitos políticos do réu de três a cinco anos, o pagamento de multa civil no valor de até 100 vezes o valor da remuneração recebida e a proibição de contratar o Poder Público ou receber benefícios fiscais e creditícios pelo prazo de três a dez anos.

2 comentários:

Anônimo disse...

As eleições acabaram e agora está chegando a fatura. Vocês sabiam que o Véi Lauro está tentando emplacar os filhos como secretários e ele mesmo como responsável pelas comunicações e relações públicas da gestão do bobalhão Léo? Só que tem um problema, Danilo Araújo e Heitor Figueredo estão de olho na mesma Secretaria. Agora complicou, pq Heitor é o queridinho do Véi Saruê e Danilo já foi assegurado (por Léo) bem antes das eleições que receberia a Secretaria de Comunicação. Por favor, se vcs souberem de alguma coisa escrevam um post sobre isso.

Anônimo disse...

ÔH moço sou eu outra vez. Eu ouvi dizer que aquele rapaz morde fronha levantador de peso Bruno Valois tambem está se posicionando para ser secretário e Jaime Gama também. Procede essa notícia? Vcs são as únicas pessoas da mídia de Morro do Chapéu que devem saber o que está acontecendo, escreva alguma coisa sobre isso.