segunda-feira, 24 de abril de 2017

PARTICIPAR DA GREVE GERAL PARA DEFENDER OS DIREITOS INALIENÁVEIS DOS TRABALHADORES É DEVER MORAL E CÍVICO DE TODOS NÓS QUE LUTAMOS POR UM BRASIL JUSTO E DECENTE: FORA QUADRILHA DE LADRÕES DA PÁTRIA!

247 - Arcebispos em diversos estados têm convocado os brasileiros para a greve geral do dia 28 de abril. O movimento é organizado por centrais sindicais e movimentos sociais em todo o País em protesto contra as reformas impostas pelo governo Temer, que retiram direitos dos trabalhadores, especialmente os mais pobres.
Uma publicação do Comitê das Igrejas de Belo Horizonte convoca a população para a paralisação. "A Igreja se posiciona firme e profeticamente contra as reformas que vão contra o nosso povo", diz o título da mensagem.
O texto destaca ainda que as reformas da Previdência e Trabalhista, além da Lei da Terceirização, já aprovada, "desmontam direito sociais conquistados com muita luta pelo povo brasileiro", mas que "infelizmente, a maioria dos nossos governantes não escuta e não enxerga a realidade do nosso povo, e sem qualquer diálogo com a sociedade impõe um conjunto de mudanças que afetarão a todos, especialmente os mais pobres".
"É preciso reagir", convocam ainda. Os arcebispos da Paraíba e de Maringá (PR) também aderiram à greve. O folheto de BH traz uma imagem do papa Francisco, com a mensagem: "Nenhuma família sem casa, nenhum camponês sem terra, nenhum trabalhador sem direitos".
Nessa semana, o papa negou, por meio de carta a Temer, um convite do governo brasileiro para visitar o País, e cobrou o presidente para evitar medidas que agravem a situação da população carente. "Sei bem que a crise que o país enfrenta não é de simples solução, uma vez que tem raízes sócio-político-econômicas, e não corresponde à Igreja nem ao Papa dar uma receita concreta para resolver algo tão complexo", disse.
Francisco acrescentou que não pode, porém, "deixar de pensar em tantas pessoas, sobretudo nos mais pobres". O papa também lembrou a Temer que não se pode "confiar nas forças cegas e na mão invisível do mercado".
Na paraíba, o arcebispo dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, que foi anunciado pelo Vaticano no início do mês passado como novo arcebispo do estado, gravou uma mensagem convocando a população para participar das manifestações contra a reforma da Previdência. "Sabemos que esta reforma implica em tirar direitos adquiridos dos trabalhadores e assegurados na Constituição de 1988", diz com Manoel. "Convocamos todos os trabalhadores a participarem desta grande manifestação, dizendo a palavra que o povo não aceita a reforma da Previdência nos termos que estão anunciando", afirmou o arcebispo (leia mais).
NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES DIGA NÃO À ESSES TRAIDORES DOS TRABALHADORES!
 Esse cidadão que aparece - acima - praticamente acariciando o Ditador TEMERoso chama-se JOSÉ CARLOS ARAÚJO; é INIMIGO DECLARADO DA CLASSE TRABALHADORA E DOS APOSENTADOS DE BAIXA RENDA. Nas próximas eleições; PENSE BEM ANTES DE DEPOSITAR O SEU VOTO PARA ESSE JUDAS TRAIDOR, OU ALGUÉM RECOMENDADO POR ELE.

Confira quais deputados votaram a favor da terceirização — Rede ...

www.redebrasilatual.com.br › Trabalho › 2017 › 03
Mar 23, 2017 - contra os trabalhadores. Confira quais deputados votaram a favor da terceirização. O projeto tinha .... José Carlos Araújo, BA, Sim. José Rocha ...

Confira a lista dos deputados que traíram os trabalhadores - Viomundo

www.viomundo.com.br/.../confira-a-lista-dos-deputados-que-traira...
Apr 8, 2015 - Acompanhe na relação a seguir quais os deputados que votaram contra ou a favor do regime de urgência para a tramitação do PL 4330, ...

Nenhum comentário: